{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

CONTO - Ao teu leve toque, despeço-me




Autor: Franz Lima
Sinto-a aproximar-se de mim com a brisa. Teu perfume vem sutilmente com o ar.
Nervoso, procuro-a com olhos assustados. Não a vejo. Quanto tempo se passou, desde a última vez em que nos vimos? Ainda guardo boas lembranças do nosso último encontro. Você estava bela e feliz em seu vestido negro. Uma verdadeira dama das sombras.
Sei que queria levar-me junto a ti, mas fomos bruscamente impedidos. Será que realmente eles fizeram o que era certo?
Passei décadas sem a tua presença, temeroso em tê-la perdido para sempre. Acho que tal tortura seria por demais insuportável. Como poderia viver sem teus beijos e abraços. O que seria do ar que respiro, sem o teu perfume?
Hoje, diferente de anos atrás, não estou apreensivo com sua aproximação. Acho que jamais a desejei tanto.
Por isso, lentamente você chega. Sei que me quer, pois demonstra isso ao beijar-me com teus lábios frios. Por que mereço este tratamento especial de tua parte?
O ar torna-se rarefeito, sem que faça falta. Sinto-me mais leve e feliz.
Ao meu redor, pessoas queridas expressam um horror incontido. Alguém desmaia e outros correm em minha direção, sem motivo aparente.
Então, tuas mãos tocam meu ombro. Olho-a e vejo teu sorriso direcionado a mim. Nunca deveria tê-la deixado ir sem mim.
Percebo-a caminhar lentamente e, com carinho, tuas mãos me guiam. Alguns choram diante disto, mas sei que serei mais feliz ao teu lado. Deixo, agora, os que me amam para acompanhar quem eu realmente amo. E, ao teu leve toque, despeço-me.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Um comentário:

  1. Guns e amigos do "O Nerd Escritor"...
    Estou iniciando este blog para publicar mais textos meus, comentar e me comunicar com novos amigos. De qualquer forma, continuo considerando o ONE como meu lar digital. Obrigado pelo constante apoio.
    P.S.: me apoderei da imagem lançada no site, pois ela foi a escolha perfeita para o conto. Valeu, Guns.

    ResponderExcluir