{lang: 'en-US'}

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Escritor brasileiro é o mais produtivo do mundo





    Esperar editora é utópico, diz autor recordista em livros publicados.
            Ryoki Inoue, autor de 1.100 livros, dá dicas para publicar de forma independente.
O autor com o maior número de livros publicados forneceu informações e dicas para que outros autores possam também divulgar e vender seus produtos. A reportagem foi assinada por Daniel Buarque e está disponível na íntegra pelo Portal G1.
Cansado das dificuldades e da manipulação das grandes editoras, Inoue criou sua própria editora onde lança suas obras. Hoje, ele investe em lançamentos de outros escritores, oferecendo serviços de consultoria, edição e impressão. Uma parte interessante do relato de Ryoki é a afirmação de que “os escritores devem assumir o papel de principais divulgadores e vendedores dos próprios livros”.  “Esperar que apareça uma editora que invista em sua obra é bastante utópico”, afirma.
A matéria ainda foca na importância das vendas independentes como forma de divulgação do trabalho de escritores iniciantes, uma vez que as grandes editoras não lançam edições com apenas 200 ou 300 livros. Um exemplo concreto do sucesso da publicação independente é o best-seller Eduardo Spohr que transformou seu livro – antes restrito a um público específico – em um sucesso nacional e internacional. Outro ponto importante abordado é a posição de algumas editoras na seleção de obras de autores, onde fica evidente a importância da qualidade do que é apresentado para seleção e publicação.
Não conheço os escritos do autor, mas o que quero frisar neste post é o esforço e os resultados obtidos pela persistência.
O site de Ryoki Inoue é www.ryoki.com.br. Acesse e saiba mais sobre o autor mais prolífico do mundo (segundo o Guinness Book).
Ryoki é o Pelé da literatura.”
Alexandre Garcia, Rede Globo TV


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário