{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Inclusão Social: obras de arte para cegos





Nascimento de Vênus - original
O Museu Tátil Grego (em Athenas) existe desde 1984. Ele tem como principal característica dar acesso para as pessoas com deficiência visual às obras de arte clássicas. Usando cópias de obras de arte, o museu permite que seus visitantes toquem-nas, descobrindo as nuances que, para os cegos, antes eram inacessíveis. 
Um empreendimento de tal porte é algo raro. Apenas cinco museus em todo o mundo possuem um acervo similar. Artefatos religiosos, vasos, estátuas e esculturas ficam à disposição dos visitantes para que através do tato, descubram o quanto a arte pode ser bela.
Crianças entre 6 e 12 anos, cegas ou não, são convidadas a tocar as obras e, pelo tato, conceituar o que sentem. Máscaras são disponibilizadas para os que enxergam normalmente, fazendo com que estes tenham uma breve noção do universo dos que foram privados da visão. É uma experiência diferente e inesquecível. 
Nascimento de Vênus - relevo
Na Itália, em Florença, a obra de arte “O nascimento de Vênus” de Botticelli é mostrada em uma nova versão. A pintura está disponível em alto-relevo, feita em uma resina especial, na galeria Uffizi. A beleza da pintura foi transposta rigorosamente para a textura, dando a oportunidade aos deficientes visuais de "ver" os motivos que levaram esta obra a ser considerada um clássico da pintura Renascentista.
Apesar de ter dimensões menores, "O nascimento de Vênus" não perde em expressão à obra original.
“Isso parece um sonho. Além da alta qualidade do produto, agradecemos este gesto, que basicamente é uma forma de criar uma sociedade que nos inclui”, disse animado o presidente da União Italiana Cegos de Florença, Antonio Quatraro. Quatraro disse que o sonho tornou-se realidade, pois permite que milhares de pessoas como ele que não enxergam, toquem a ‘Vênus’.
A Galeria Uffizi disponibiliza outros trabalhos em relevo e Braille. A experiência tátil de Florença será estendida para outros museus na Itália.
Só quem já viu um deficiente visual curtindo a descoberta de uma imagem pelo tato, pode descrever a  alegria do momento. Lucas Radaelli é um exemplo disso quando, em uma visita ao escritório do Jovem Nerd, teve acesso aos pôsteres de filmes em 3D - Tubarão, O poderoso Chefão, Rocky etc - e ampliou a percepção daquilo que ele apenas tinha imaginado por comentários de outras pessoas. Fantástico. Acesse este link do YouTube e veja como foi: Nerd Office S02E18.
Esta iniciativa tem que ser aplicada aqui também em nosso país. Ajude a divulgar esta notícia. É hora de "abrir os olhos" das pessoas que realmente têm poder para melhorar o padrão de vida dos deficientes visuais.

fontes: Museu de Athenas e Deficiente Ciente

←  Anterior Proxima  → Página inicial

2 comentários:

  1. A matéria ficou ótima e a idéia deveria ser usada também por aqui. O vídeo com o Lucas e sua forma de conhecer os quadros em 3D é muito legal. ;)

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo elogio, brother. Aproveite e acesse o canal do Jovem Nerd (NerdOffice) para conhecer mais desta galera show de bola.

    ResponderExcluir