{lang: 'en-US'}

domingo, 20 de maio de 2012

Paquistão bloqueia acesso ao Twitter por blasfêmias




Fonte: Info
Banaras Khan/AFP Photo

Islamabad - O Paquistão bloqueou neste domingo (20) o acesso ao Twitter em resposta à "blasfêmias" postadas por usuários no microblog e site de rede social, afirmou um alto funcionário do governo.
"Isto foi feito sob a orientação do Ministério da Tecnologia da Informação. É por causa de conteúdo blasfemo", disse Mohammed Yaseen, Presidente da Autoridade de Telecomunicações do Paquistão (PTA).
"Eles (o ministério) vêm discutindo com eles (Twitter) já há algum tempo, solicitando-lhes para remover algum conteúdo em particular", disse.
O Paquistão bloqueou o acesso ao Facebook, Twitter, YouTube e outros 1.000 sites por aproximadamente duas semanas, em maio de 2010, por conta de conteúdo blasfemo.
Qualquer representação do profeta Maomé é considerado anti-islâmico e blasfemo por muitos muçulmanos, que constitui maioria esmagadora na Paquistão.
O presidente do PTA não especificou quais usuários ou mensagens incitaram a proibição. A Associação dos Provedores de Serviço de Internet do Paquistão afirmou que seus membros foram solicitados para bloquear o Twitter indefinidamente, mas nenhuma razão foi dada pelo governo.
Nenhum funcionário do Ministério de Tecnologia da Informação e do Twitter estava imediatamente disponível para comentar o assunto.
O Twitter tem se tornado crescentemente popular no Paquistão nos últimos anos, incluindo entre seus usuários políticos e funcionários do governo.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário