{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Resenha do filme "2 Coelhos"




Um filme é a essência de quem o dirige. Não há como desvincular conceitos, crenças e inspirações ao transpor uma ideia para a película - ou para um HD.
As inspirações de Poyart são bem claras: filmes de ação, vídeo clipes, quadrinhos, vídeo games e tecnologia. Pois este filme reúne tudo isso com um toque de Brasil. A peculiaridade da cidade de São Paulo, o crime, a política e a corrupção vinculadas a ela, amor, traição e ódio dão o tom deste surpreendente longa-metragem. Não é uma produção que copia o estilo do cinema norte-americano, mas sim uma obra que busca sua identidade a todo instante, encontrando-a mais cedo do que imaginei.

Edgar é um cara que cometeu um erro que mudou o curso de sua vida. E é esse erro que moveu a roda do Destino, colocando-o em rota de colisão com o imprevisível.
Na vida de Edgar está uma família, seu pai, um grande amor e muita, muita violência. Não que ele assim o quisesse, mas seu caminho não permite retornos.
Com cenas e ritmo próximos da linguagem dos vídeo clipes, ação constante e uma trama tão intrincada quanto um labirinto, somos apresentados a um universo comum e, ao mesmo tempo, inacreditável. Pessoas criam laços invisíveis que aproximam ou podem ser fatais. Nada em 2 Coelhos é por acaso, seja para o bem ou o mal. 

A direção do filme e a produção estão ótimas, mostrando que é possível fazer um trabalho envolvendo ação, suspense e um roteiro coerente. As atuações são convincentes e apagam de vez a péssima impressão de filmes como Segurança Nacional e Federal. A narrativa em off de Fernando Alves Pinto dá o tom ao filme e a provável loucura de Edgar, o protagonista da trama. Outro ponto forte do filme é visualização do que se passa na mente de Edgar, onde a linguagem de vídeo clipe fala mais alto. Também apreciei muito a passagem onde Júlia (Alessandra Negrini) luta - literalmente - com seus demônios internos em cenas que lembram bastante o filme Sucker Punch, de Zack Snyder - e as cenas onde Edgar está andando em um automóvel dentro de um vídeo game no melhor estilo GTA.  Acreditem: 2 coelhos não deve nada a nenhuma produção do gênero feita nos EUA ou em outro lugar qualquer. 
Destaque para a trilha sonora que foi brilhantemente escolhida, dando a clara impressão de foi toda produzida exclusivamente para o filme.
Assim, resta apenas elogiar - enfatizar - as atuações de Alessandra Negrini, Caco Ciocler, Fernando Alves e todo o elenco, não importando o tempo de permanência do personagem na  trama, pois é visível que eles se esforçaram ao máximo para conseguir representações consistentes. Não há caracterizações caricatas em 2 Coelhos, apenas aquilo que vemos em nosso cotidiano: Corrupção e Criminalidade. Mas Edgar pretende pegar esses dois coelhos com uma caixa d´água só.









Spoiller total no trecho a seguir (CAUTION):
Incomodou-me um pouco a falta de explicação para o personagem de Caco Ciocler (Walter) manter parceria com Edgar, o responsável pelas mortes de sua mulher e filho. Mesmo com algumas passagens em que fica evidente que o dinheiro falou mais alto para ele e sua vida sentimental ter sido renovada com uma nova amante, caberia uma pequena explicação (além da monetária) para esta união tão incomum.
Além disso, ficou um vazio no fechamento do filme sem uma explicação para onde foi a esposa do deputado corrupto. Mas esses pequenos detalhes não comprometem o espetáculo visual e narrativo da produção.



Ficha Técnica:


Elenco ALESSANDRA NEGRINI, CACO CIOCLER, FERNANDO ALVES PINTO, MARAT DESCARTES, NECO VILA LOBOS, ROBERTO MARCHESE, NORIVAL RIZZO, THOGUN, THAÍDE, YORAM BLASCHKAUER, ROBSON NUNES e participação especial de ALDINE MULLER
Roteiro original - AFONSO POYART  
Direção de fotografia - CARLOS ZALASIK  
Figurino - CAROLINA SUDATI 
Trilha sonora - ANDRÉ ABUJAMRA e MÁRCIO NIGRO  
Maquiagem - DOEL SAUERBRONN JR  
Produção de arte - VIRGÍNIA RECCO  
Som direto - TIDE BORGES e LIA CAMARGO  
Montagem - AFONSO POYART, ANDRÉ TOLEDO e LUCAS GONZAGA  
Desenho de som - RODRIGO FERRANTE  
Mixagem - ANDRÉ TADEU 
Coordenação de pós-produção - MARCIO FAURER  
Coordenacão de efeitos digitais - CARLOS FAIA e GUS MARTINEZ 
Coordenação de efeitos especiais - SÉRGIO FARJALLA  
Motion designer - XICO DE DEUS  
Assistente de direção - JANAINA CABELLO 
Produção de elenco - SCHIRLEY ALSARO 
Produção executiva - ANGELA FARINELLO, CHRISTIANO SENSI, ROSANA ODA e VALÉRIA RAUCCI  
Produção - AFONSO POYART e ANDRÉ POYART 
Direção - AFONSO POYART
Site oficial: 2 Coelhos

 
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Um comentário:

  1. MELHOR FILME BRASILEIRO QUE JA ASSISTI

    FINAL SURPREENDENTE, AS PEÇA TEM QUE SER MONTADO AO LONGO FILME.

    POYART FOI GENIO PARA MIM....TAMBEM O CARA SE INSPIRA NO NOLAN......

    OU SEJA VIRIA ALGO DIFERENTE

    MAGNIFICO....ACHEI O FILME ESPETACULAR

    NAO ACHEI QUE FICOU NADA MAL EXPLICADO....CREIO QUE MUITAS COISAS O PRODUTOR DEIXA PARA FICAR NA NOSSA IMAGINAÇÃO

    ResponderExcluir