{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Soldado israelense é fotografada de biquíni e armada com fuzil. E daí?




Vi em alguns sites que esta foto provocou um furor por todo o mundo. Apesar de compreender um pouco a surpresa da maioria, não vejo os reais motivos para tanto alarde. 
Conforme relatado, a obrigatoriedade de cuidar do armamento é do próprio soldado que está com a responsabilidade de portá-lo. Indubitavelmente, abandonar ou deixar que este armamento seja extraviado é passível de punição rigorosa, como acontece em todas as Forças Armadas do mundo. 
Então, o que chocou? O biquíni - grande para os padrões brasileiros - ou a arma? A israelense não está errada ao portar seu armamento em um momento de lazer, principalmente se o regulamento permite que ela o faça. Ao contrário do que muitos imaginam, ela não erra ao cuidar daquilo que está sob sua cautela. Além disso, vale ressaltar que Israel é uma área infinitamente mais estável que a maioria dos países e não há áreas isentas de ataques inimigos. Os conflitos entre israelenses e palestinos não acabou e ainda provoca mortes em ambos os lados. Logo, uma soldado armada - de biquíni, fardada ou nua - não é algo para se surpreender. 
Também há de se averiguar a veracidade da foto que, ressalto, real ou não, jamais deveria causar tamanha discussão.
Esta é minha humilde opinião...
Abraços.
Franz.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário