{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Lista de Compras: Pinga-Fogo com Chico Xavier.




Ninguém é obrigado a acreditar na religião de outra pessoa. Todos possuem suas crenças e é com base nelas que, geralmente, tomamos nossas decisões. O assunto a seguir pode parecer polêmico, porém é apenas uma abordagem diferente de um tema difícil: fé. Chico Xavier foi o maior médium e líder espiritual (kardecista) que o Brasil (e, na minha opinião, o mundo) teve. Uma prova do carisma e da presença como líder se deu em uma noite do ano de 1971 quando, a convite do programa de entrevistas Pinga-Fogo, Xavier mostrou os motivos que o transformaram em um ícone para tantos espíritas e membros de outras religiões. 
Abaixo, um extrato do site Neim, onde há uma breve explicação sobre a importância da participação de Chico no programa e a o aumento da influência dele como líder da doutrina. 

Por que chamamos de histórica a noite de 28 de julho de 1971? Porque nessa noite tivemos um fato inusitado — os Espíritos comunicando-se  com o povo numa sessão mediúnica realizada na televisão. E porque essa sessão produziu resultados que marcam novos rumos para o nosso povo. Milhões de criaturas, no Brasil inteiro, mudaram de posição diante da vida ouvindo o ”Pinga Fogo”. Essa mudança foi um passo à frente, assinalando um momento decisivo nas grandes e profundas transformações por que passa o Brasil em nossos dias.
Mas como provar que essa revolução realmente se deu? Basta vermos o número de jornais, revistas, estações de rádio e de TV que passaram a tratar dos problemas espirituais dali por diante. Basta dizer que Chico Xavier passou a ser colaborador permanente de um grande jornal diário, o ”Diário de São Paulo”, e de uma grande revista semanal,  ”O Cruzeiro”, que publicam todas as semanas as mensagens mediúnicas do famoso médium. Basta, por outro lado, notar o interesse pelas questões espirituais que passou a dominar as conversas de rua e de casa, os debates públicos, as próprias assembléias políticas, os cursos universitários, e ao mesmo tempo o aumento de publicações, particularmente de livros sobre esses assuntos.

Assisti todas as entrevistas e pretendo revê-las. Há humildade, sabedoria e muita espiritualidade em cada palavra de Chico Xavier. As lições passadas não são complexas e envolvem várias áreas do comportamento e do conhecimento humano. Ele marcou para sempre a religião espírita e não deixará jamais de ser um exemplo para os que admiram a caridade, a simplicidade e a fé em seu modo mais puro. 
Comprem o DVD (duplo) e assistam com tranquilidade. Assim como Chico conversava, calmamente, também vocês deverão ver e rever as entrevistas que marcaram o jornalismo brasileiro e a religião espírita. Há muito a aprender...

Temas abordados nos programas:

Mortes coletivas - Comunicação com parentes falecidos - O momento da morte - Operações plásticas - Cremação - Hippies - O Espiritismo e a Pena de Morte - Emmanuel foi o Padre Manuel da Nóbrega - Congelamento de corpos - Planejamento familiar - O Espiritismo e o Aborto - Transplante de órgãos - Materializações de espíritos - A censura dos espíritos - Psicografia - Vidência Espírita - Cirurgias espirituais - Psicografia católica - Moisés, o primeiro médium da história - Os espíritas são conformistas? - Contatos com outros mundos - A chegada do homem a Lua - Homossexualismo - Casamento e Divórcio - Crescimento da população da Terra - Reencarnações - O momento da reencarnação- Sexo livre - Legalização de jogos de azar - Armas de extermínio - Umbanda. 

O programa foi transcrito para um livro, organizado por Saulo Gomes. Também à venda...

CHICO XAVIER - PINGA-FOGO (1971) - VÍDEO



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário