{lang: 'en-US'}

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Declare Yourself. A consciência política em prol de uma eleição democrática.




Declare Yourself foi uma campanha nacional, sem fins lucrativos, apartidária, que visava capacitar e incentivar cada cidadão elegível a partir de 18 anos de idade nos Estados Unidos para se registrar e votar nas primárias presidenciais e na eleição presidencial de 2008. O uso de pessoas públicas que fazem parte do cotidiano das pessoas a quem a publicidade era destinada, muitos acabaram por fazer valer seu direito de voto, sua própria voz. 
As imagens dos artistas com a boca selada e uma massiva campanha trouxe ótimos resultados que, futuramente, refletiram na própria campanha de reeleição de Barack Obama. 
Confira as demais fotos...








 SÓ VOCÊ PODE SILENCIAR A SI PRÓPRIO.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

2 comentários:

  1. É importante sempre aproveitarmos todas as oportunidades de manifestar as nossas ideias, afinal somente assim o mundo anda e, definitivamente, se nos excluímos desse processo de criação da sociedade, depois não poderemos reclamar do resultado.

    ResponderExcluir
  2. É importante lembrar que nossa manifestação não se dá apenas pelo voto, mas por todas as nossas ações. A democracia depende fundamentalmente da participação e conscientização do cidadão. Não teremos um mundo melhor se não tivermos pessoas melhores, daí a importância da educação nesse processo. Educação que se realiza também no dia-a-dia, e não apenas na sala de aula.

    John Stuart Mill dizia o seguinte:

    "Há duas espécies de cidadãos: os ativos e os passivos. Os governantes preferem os segundos - pois é mais fácil dominar súditos dóceis ou indiferentes -, mas a democracia necessita dos primeiros.

    Se devessem prevalecer os cidadãos passivos, os governantes acabariam por transformar seus súditos num bando de ovelhas dedicadas tão somente a pastar capim uma ao lado da outra."

    E mais:

    "Se toda a humanidade, com exceção de uma pessoa, tiver certa opinião, e apenas esta pessoa defender opinião contrária, a humanidade não abrigaria mais razão em silenciá-la do que ela à humanidade"

    Martin Luther King:

    "Nossas vidas começam a terminar no dia em que nos silenciamos para as coisas que realmente importam"

    Dessas reflexões é possível concluir que tão importante quanto votarmos e afirmarmos nossas ideias e preferências, é ter a permanente disposição de fazer isso da melhor maneira possível. Ouvir e considerar outras ideias é essencial. Cada um de nós tem algo a contribuir e muito a aprender!

    ResponderExcluir