{lang: 'en-US'}

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Resenha da Graphic Novel "Sandman - Teatro do Mistério".




Por Franz Lima.

Essa edição especial é um arco fechado, uma história completa ambientada no ano de 1938, onde Wesley Dodds, o Sandman da Era de Ouro, tenta resolver o mistério sobre uma série de assaltos que ocorrem no Central Park, Nova York.
A trama não traz a violência como estamos acostumados, o que não prejudica em nada o desenvolvimento e acrescenta um certo clima nostálgico. A caracterização dos personagens, em sua maioria civis, lembra muito o tom dos filmes noir, principalmente na parte ilustrada por Alex Ross. Partes? Sim, eu explico.
A Graphic Novel está dividida em 9 partes, cada uma ilustrada por um artista diferente, conforme abaixo descrito:

Parte 1 - Arte de Guy Davis e cores de David Hornung .
Parte 2 - Arte e cores de David Lloyd (V, de Vingança).
Parte 3 - Arte de John Bolton e cores de David Hornung.
Parte 4 - Arte de Stefano Gaudiano e cores de David Hornung.
Parte 5 - Arte de George Pratt e cores de Mike Danza.
Parte 6 - Arte de Alex Ross (Marvels - Reino do Amanhã).
Parte 7 - Arte de Peter Snejbjerg e cores de David Hornung.
Parte 8 - Arte de Dean Ormstom e cores de David Hornung.
Parte 9 - Arte de Guy Davis e cores de David Hornung.


Sandman foi lançado em 1999 pela editora Tudo em Quadrinhos e conta com 56 páginas. Os escritores são Matt Wagner e Steven T. Seagle.
Para os que estão ainda questionando qual a importância dessa história, ela é um exemplo de coerência e pesquisa. A ambientação e as cenas são condizentes com a época em que se passam. Mas, verdadeiramente, o foco é o Sandman, não aquele Mestre do Sonhar, um dos perpétuos. Esse é um homem comum que tem um vínculo com o mundo dos sonhos graças ao tempo em que ficou influenciado por Morpheus (isso é explicado nas primeiras edições do Sandman de Neil Gaiman). Wesley Dodds é um verdadeiro representante da Era de Ouro e da "inocência" dela. Além disso, Wesley é peça-chave na minissérie O Reino do Amanhã, de Alex Ross (logo teremos uma resenha dela). Aliás, a máscara usada por Dodds é inspirada no elmo de Devaneio.
A revista já é antiga e só está disponível em sebos, mas podem acreditar que o garimpo por ela é válido. Conheçam esta fase dos quadrinhos, tão divergente de tudo que conhecemos atualmente e, ainda assim, cativante.
Teatro do Mistério é uma miscelânea de talentos que até hoje é respeitada. Leiam e tenham bons sonhos.
O Sandman estará alerta... 

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Um comentário:

  1. Um amigo meu, fã da Vertigo, há muito tempo me falou deste "Sandman" e, se não me lembro mal, chegou a me mostrar uma HQ que tinha. Achei a figura bem chamativa e intrigantes. A primeira coisa que pensei foi: qual o motivo para ele usar uma máscara? Conheço poucas histórias Noir, mas gosto do estilo justamente por ter bastantes suspense e se apoiar mais em um processo de investigação do que em perseguições e cenas de lutas constantes. Pesquisei no Estante Virtual e achei a HQ por preços super camaradas, ainda mais considerando o valor artístico dessa preciosidade.

    ResponderExcluir