{lang: 'en-US'}

terça-feira, 15 de outubro de 2013

A medida do teu esforço.




Por: Franz Lima.

Eu ouvi muitos lamentos e vi muitas mãos que imploravam por ajuda. Vi rostos tristes e lábios que maldiziam seus infortúnios. Contemplei pés que estagnaram diante do abismo, e braços que cederam às águas turbulentas.
Tudo isso eu vi e ouvi.
Mas ainda hoje aguardo pelos que cessam as lamúrias e passam a buscar a própria felicidade. Foram poucas as faces que abandonaram a tristeza diante da simples felicidade de estar vivo. Foram raras as vozes que iniciaram o dia com um simples "obrigado".
Quantos se lembraram que um abismo, por maior que seja, pode ser transposto? Quais foram os que entenderam que as águas bravas também levam às margens calmas?
Tudo isso eu gostaria de ter visto e ouvido mais.
Pois é fato que sempre haverá dor e sofrimento, luta e desgaste. Mas também é fato que todo fracasso é resultado direto do simples "abandono", ao passo que a vitória é medida pelo teu esforço.
Que a queda o lembre da existência do solo, do caminho a ser trilhado...
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário