{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

A condenação que todo preso gostaria de sofrer: o caso José Genoino.




Por: Franz Lima.

Não há outra palavra para descrever a novela "Mensalão": VERGONHA.
Mesmo após a condenação de uma boa parte dos envolvidos (que são conhecidos, lógico), o drama para manter os condenados presos tem sido longo e cansativo. Fora a fuga ridícula de Pizzolato que já era para estar preso há milênios, agora temos um dramalhão mexicano acontecendo no Complexo Penitenciário da Papuda. Lá, José Genoino, condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha no escândalo do mensalão, pede a transferência para a prisão domiciliar por ter problemas cardíacos e outras sequelas. 
O drama amplia com a presença dos familiares que choram durante as visitas, dão declarações à imprensa e fazem citações do período ditatorial onde Genoino esteve preso. 
A presidente Dilma, também uma das presas nesse período, apoiada pelo ex-presidente (e agora amigo fiel de José Sarney, Collor e FHC) Lula, dá o toque final ao drama, incitando a opinião pública a ter pena de José Genoino, um indivíduo que roubou e, indiretamente, matou muitos, já que o desvio do dinheiro público é um dos maiores responsáveis pela falta de hospitais, remédios, policiais, educadores e todos os demais direitos que o cidadão tem, porém perde quando centenas de milhões de reais são descaradamente roubados.
Contudo, o gran finale engloba uma questão muito simples: Genoino tem problemas cardíacos e pede para ficar preso no aconchego de seu lar, apoiado pela família e a corja de políticos que tem o rabo preso por ele. E qual é o tratamento que merece um preso comum, do tipo que não compactou com licitações fraudulentas, desconhece as falcatruas políticas do país e jamais jantou ao lado da presidente e de outros políticos ou legisladores que detêm o poder? Será que alguém se preocupa com os presidiários que morrem diariamente em todo o país? Quem quer saber se o ladrão é cardíaco? Ninguém. Então, quais os motivos para tanto alarde sobre um ladrão e corrupto que tem tal doença? 
Que ele permaneça, assim como todos os outros condenados em todo o país, preso e sem regalias. Ele não merece findar seus dias em casa, mas em uma cela destinada a pessoas que abusam da fé e do poder. 
Ele não merece a dó de um povo que continua a sofrer nas mãos de pessoas como ele e sua corja. E que agradeça por não haver pena de morte nesse país governado por corruptos...

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Um comentário:

  1. Infelizmente não vivemos num país serio, onde as leis realmente são cumpridas. Onde se acham brechas de tudo quanto é jeito para burlas as leis, claro que pobre sempre se ferra, para nós não existe brecha na lei....Cada dia que passa fico mais enojada com que leio ou assisto!!!

    ResponderExcluir