{lang: 'en-US'}

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Chico Bento - Pavor Espaciar: a retomada da infância na arte de Gustavo Duarte.




Por: Franz Lima.
A mais recente Graphic MSP recebeu a arte do fantástico Gustavo Duarte. O artista é uma das mais gratas surpresas do selo Graphic MSP. 
Resumidamente, a história trata de uma noite a mais para os primos Chico Bento e Zé Lelé na Vila da Abobrinha, mas a tranquilidade da roça será radicalmente mudada. 
Assim que os pais de Chico partem para fazer uma visita a um parente, Chico e Zé ficam em casa lendo seus gibis (Spirit e a Turma do Snoopy (Peanuts) são alguns deles, mas o destaque fica por conta de Có!, publicação onde Gustavo trabalhou) tendo além da companhia um do outro, a presença do porco Torresmo e da galinha Giserda que são um show à parte. Eles não imaginam que estavam sendo vigiados por alienígenas que, repentinamente, invadem a casa e abduzem os primos e seus bichinhos. 
A partir daí nós, leitores, somos bombardeados com referências à cultura pop, citações históricas e a presença de personagens do universo criado por Mauricio de Sousa. Tudo ricamente ilustrado e colorido.
Gustavo mostrou ter um ótimo conhecimento das histórias de Chico Bento, pois manteve a essência dos enquadramentos, evitou o excesso de detalhes em cenas (focando a atenção do leitor para a trama e não para a arte-final) e brindou-nos com uma aventura simples como o povo do interior, porém repleta de emoção. A arte dele leva o leitor a ver a HQ como um storyboard, tal é o ritmo de ação presente. 
Leiam e observem com atenção cada quadro e neles encontrarão detalhes que se perdem em uma leitura mais apressada. Assumam a atitude de um homem da roça e aprendam a admirar as nuances e belezas de Pavor Espaciar, tal como o caipira faria com as coisas que o cercam.
Gostei demais desta história, ainda que ela não tenha o ritmo mais aventureiro e dinâmico de Astronauta: Magnetar ou a arte mais emotiva de Laços. Contudo, aventura e emoção também estão presentes de forma magistral em Pavor Espaciar
Como se trata de uma aventura onde alienígenas abduzem humanos (e animais), nada mais justo que a presença de uma espaçonave e até de robôs. É no espaço interno da nave que temos as grandes surpresas, incluindo passagens para áreas desconhecidas e várias referências aos mistérios que a humanidade não encontrou solução. 
Não esperem abrir uma revista onde o compromisso com a seriedade seja algo obrigatório. Esta é uma HQ para divertir, uma história que o público adulto pode ler sem o menor problema e que também será entendida e apreciada pela criançada. 
Definitivamente, o espírito do personagem Chico Bento foi mantido e é esse o ponto forte da revista e da criação de Mauricio de Sousa. 
Que venham muitas outras Graphics MSP.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário