{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

A luta pela igualdade perde um de seus mais importantes representantes: Nelson Mandela.




Após um período crítico, Nelson Mandela perdeu sua luta contra o tempo e as doenças que enfraqueceram seu corpo, nunca sua índole. 
Mandela está imortalizado por sua luta contra o Apartheid. Foi esse combate que lhe trouxe sequelas à saúde, após 27 anos de prisão. Entretanto, mesmo preso, Nelson nunca deixou de ser um símbolo da luta pelos direitos humanos, pela igualdade racial e, sobretudo, a liberdade.
O Apartheid caiu diante de um homem que teve seus esforços reconhecidos através do prêmio Nobel da paz. Uma nação reconheceu sua importância e o elegeu presidente. O mundo o viu como um líder nato, inabalável diante das barreiras que inevitavelmente surgiram diante dele. 
Mandela escreveu sua própria história. Mandela é parte indissociável de um período de mudanças representadas por sua face. O mundo soube que um país estava sob o jugo da segregação e do racismo, e esse mesmo mundo soube que é possível lutar contra o que é aparentemente intransponível.
Infelizmente, nem todas as lutas podem ser vencidas. Hoje, perdemos um guerreiro que não recuou nem diante da morte. O tempo o castigou, as doenças vieram e, ainda assim, seus ideais não se abalaram jamais. 
O corpo pode ter sido derrotado, porém nada irá vencer o exemplo de um homem que lutou até os últimos instantes de vida por aquilo que acreditava.
Não é só a África do Sul que perde. Todos estamos de luto por aquele que se tornou o símbolo de uma Era.
Descanse em paz, Madiba.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário