{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Uma ótima oportunidade para adquir a coleção com os três livros de Eduardo Spohr em edições magníficas





Uma ótima oportunidade está ofertada na Saraiva. Agora, você pode adquirir a coleção com os três livros do Eduardo Spohr em edições padrão. Como explicado pelo autor, essas edições são muito mais duráveis, bonitas e com qualidade melhor. Os livros possuem capa fosca, orelhas e papel especial (amarelado) de alta gramatura. Nada de edição econômica.


Eis as sinopses dos três volumes. Adquira os seus...

 A Batalha do Apocalipse - Da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo

Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heróicas, magia, romance e suspense.


Filhos do Éden - Herdeiros de Atlântida - Vol. 1

Há uma guerra no céu. O confronto civil entre o arcanjo Miguel e as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel, devasta as sete camadas do paraíso. Com as legiões divididas, as fortalezas sitiadas, os generais estabeleceram um armistício na terra, uma trégua frágil e delicada, que pode desmoronar a qualquer instante. Enquanto os querubins se enfrentam num embate de sangue e espadas, dois anjos são enviados ao mundo físico com a tarefa de resgatar Kaira, uma capitã dos exércitos rebeldes, desaparecida enquanto investigava uma suposta violação do tratado. A missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra. Ao lado de Denyel, um ex-espião em busca de anistia, os celestiais partirão em uma jornada através de cidades, selvas e mares, enfrentarão demônios e deuses, numa trilha que os levará às ruínas da maior nação terrena anterior ao dilúvio – o reino perdido de Atlântida.

Filhos do Éden - Anjos da Morte - Livro 2


Desde eras longínquas, os malakins, anjos virtuosos e sábios, observam e estudam o progresso do homem. Mas eis que chega o século XX, e com ele a acelerada degradação do planeta. Os novos meios de transporte, os barcos a vapor e as estradas de ferro levaram a civilização aos cantos mais distantes do globo, afastando os mortais da natureza divina, alargando as fronteiras entre o nosso mundo e as sete camadas do céu.
Isolados no paraíso, os malakins solicitaram então a ajuda dos “exilados”, anjos pacíficos que há anos atuavam na terra. Sua tarefa, a partir de agora, seria participar das guerras humanas, de todas as guerras, para anotar as façanhas militares, o comportamento das tropas, e depois relatá-las aos seus superiores celestes. Disfarçado de soldados comuns, esse grupo esteve presente desde as trincheiras do Somme às praias da Normandia, das selvas da Indochina ao declínio da União Soviética. Embora muitos não desejassem matar, foi isso o que lhes foi ordenado, e o que infelizmente acabaram fazendo.
Carregado de batalhas épicas, magia negra e personagens fantásticos, "Filhos do Éden: Anjos da Morte" é também um inquietante relato sobre o nosso tempo, uma crítica à corrupção dos governos, aos massacres e extremismos, um alerta para o que nos tornamos e para o que ainda podemos nos tornar.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

2 comentários:

  1. Olá Franz, tudo bem? parabéns pelo blog. Antes de tudo, se esta mensagem for ofensiva para você, por favor, desconsidere-a. Meu nome é Cadu e gostaria de te convidar para conhecer um novo e bom lugar a mais para ter sua página (não é preciso fazer nada em termos de construção, é só se inscrever e começar a usar) e fazer seus comentários diários sobre o que quiser falar. Sinta-se à vontade para visitar o site weweh.com e ver se te interessa e é proveitoso ter sua página lá. É grátis e a visualização de suas publicações é excelente, por dois fatores: assim que sua publicação é feita, ela aparece para todos que veem o site numa página chamada “agora”, http://www.weweh.com/agora e você também você pode direcionar para o espaço que seja melhor pra você. Ex: cidadãos, estudantes, esportistas, mães, cinéfilos, leitores , entre mais de 20 opções, http://www.weweh.com/pesquisar . Publicar para todos, só para homens, só para mulheres. Você poderá ser achado exatamente pelo que publica de interessante, seja sobre qual assunto for já que a página frontal do site é de procura, ou seja, você é achado por qualquer um que visita o site, não só amigos ou conhecidos de amigos, tendo assinantes em seu canal. Veja uma página já sendo usada por um usuário para conhecer: http://www.weweh.com/carlos (aonde eu mesmo falo muito sobre fotografia) e como sua página após encher de posts: http://www.weweh.com/carlos/posts. É só clicar em assuntos para visualizar todas as publicações. É um site voltado para ideias, paixões e talentos. A convergência dos fóruns com os blogs. De novo, se esta mensagem for ofensiva para você, por favor, desconsidere-a e desculpe por qualquer inconveniente. Agradeço.
    Cadu
    PS: só para constar, não é um site para colocar links do seu blog. É um lugar a mais para escrever e ficar ainda mais conhecido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadu, obrigado pela dica. Vou acessar e averiguar o conteúdo do site, mas agradeço sinceramente pela oportunidade.
      Abraços.
      Franz.

      Excluir