{lang: 'en-US'}

domingo, 25 de maio de 2014

Incompetência não tem pátria: Estatal francesa compra 341 trens mais largos que plataformas




Fonte: BBC

A empresa de trem francesa SNCF cometeu um erro que vai custar dezenas de milhões de euros ao comprar 341 trens mais largos do que suas plataformas.
Por causa do equívoco, 1.300 estações terão que ser alargadas, a um custo de pelo menos 50 milhões de euros (R$ 152 milhões).
O problema foi revelado pela publicação francesa Le Canard enchaîné, que informou que 2 mil trens com o problema foram comprados por 15 bilhões de euros (R$ 45,6 bilhões) .
A SNCF, porém, disse que o erro afetou na verdade 341 trens, sem especificar quanto custaram.
As informações são de que o equívoco aconteceu porque o operador nacional do sistema ferroviário, RFF, deu as dimensões erradas para a empresa de trem SNCF.
Segundo o correspondente da BBC em Paris Christian Fraser, eles mediram as plataformas construídas há menos de 30 anos, sem atentar para o fato de que muitas das plataformas regionais da França foram construídas há mais de 50 anos, quando os trens eram um pouco mais estreitos.
Um porta-voz da RFF confirmou ter "descoberto o problema um pouco tarde".
O ministro dos Transportes, Frederic Cuvillier, culpou um "sistema ferroviário absurdo" pelo problema.
"Quando você separa o operador ferroviário da companhia de trem, isso é o que acontece", disse.

Franz diz: as palavras do ministro dos Transportes revelam um homem aturdido diante de uma situação impensável. O sistema ferroviário francês não tem qualquer participação no erro absurdo dos que não averiguaram as medidas corretas das estações. 
Será que essa incompetência ficará sem punição, tal como ocorre em nosso país?  

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário