{lang: 'en-US'}

terça-feira, 23 de junho de 2015

A triste sina do ator que interpretou o professor Girafales.





Rubén Aguirre Fuentes ganhou fama internacional com seu personagem professor Girafales, na turma do Chaves. Girafales era uma versão mexicana do professor Raimundo, personagem de Chico Anysio. Suas aulas para uma turma de crianças bagunceiras e brincalhonas, além de suas investidas na dona Florinda ficaram na mente de alguns milhões de espectadores de gerações diferentes. 
Hoje, entretanto, Rubén passa por uma situação gravíssima. Sem dinheiro para pagar os devidos cuidados médicos que precisa e com uma dívida em torno de 15 mil reais, o ator está em um beco sem saída, já que precisa custear o tratamento.
O Hospital que pode prestar o tratamento necessário ao ator não o aceita sem o devido pagamento. Em contrapartida, a Associação Nacional dos Atores é acusada por Rubén de não prestar apoio.

Ele pediu ajuda através de uma carta enviada no twitter. Leiam abaixo:
Acusações à parte, o fato é que o eterno Girafales chegou a um impasse que, infelizmente, pode lhe custar a vida.
Vítimas de um acidente de carro no ano de 2007, ele e sua esposa não podem mais trabalhar. A esposa perdeu uma perna e ele está em uma cadeira de rodas. A situação é agravada pelo diabetes e problemas na coluna.
De 2007 para cá, todos as reservas da família foram empregadas no tratamento e medicamentos para o casal. Entretanto, agora sem recursos, Rubén apela para o bom senso da Associação visando receber os tratamentos necessários.
O fato está gerando polêmica por conta das afirmativas de representantes da Associação que afirmam, categoricamente, apoiar financeiramente o ator.
Seja como for, esta é a pior hora para esquecer as alegrias que Girafales trouxe aos espectadores. Ele lutou até os últimos recursos se esgotarem. Esta não é a hora de abandonar um homem que trabalhou em prol da alegria de gerações de crianças. 
O mínimo de respeito a sua história é necessário...

E agora, quem poderá ajudá-lo?





←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário