{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Anders Behring Breivik, assassino de 77 pessoas, é admitido em Universidade.




Um dos mais frios assassinos que a História recente registrou, Anders Breivik foi admitido na Universidade de Oslo para cursar Ciência Política. A notícia não é algo tão estarrecedor pois, na Noruega, caso o preso tenha aptidões escolares que o habilitem a prosseguir os estudos em nível superior. Breivik, pelo visto, tem tal currículo, porém não há previsão para que tenha o diploma em mãos, fato que ocorre pela necessidade do cumprimento de cinco disciplinas presenciais. O assassino cumpre pena de 21 anos de prisão em regime de isolamento, sem acesso à internet.
O que choca é a possibilidade - tal como ocorre no Brasil - de um assassino prosseguir sua vida e planejar a retomada das atividades já com o nível superior. Caso reste alguma dúvida, o nível superior recebe esse nome não é à toa. O diploma dá, efetivamente, direitos extras ao cidadão que o possui, incluindo a famosa "prisão especial". 
Honestamente, sou favorável ao acesso a livros e outros meios de cultura para o presidiário que cometeu crimes graves, mas não acho honesto, viável, que um assassino em massa, frio e cruel, possa prosseguir sua vida como se nada tivesse ocorrido e, em contrapartida, 77 vítimas tenham seus futuros interrompidos por uma ideologia racista e segregadora. Não há arrependimento nos atos e nos olhos de Anders Behring Breivik, e enquanto ele for considerado perigoso não será solto. 
Que seus dias na prisão, estudando ou não, sejam longos... intermináveis.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário