{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Capitão América: Guerra Civil. Análise do trailer.





Por: Franz Lima
Após a ferocidade vista em Capitão América - o Soldado Invernal, todos os fãs da Marvel aguardaram o lançamento de Guerra Civil, o terceiro filme do Capitão. Mas, caso ainda tenha dúvidas, quais os motivos que levaram o público a tanto alarde? Esse filme segue à risca o que foi visto nos quadrinhos? Continue o texto e terá conhecimento disso tudo e muito mais...

O trailer mostra o essencial de Guerra Civil: o confronto entre duas facções. A primeira apoia o Homem de Ferro. A segunda está ao lado do Capitão América. Então, você que não leu as HQ irá me perguntar sobre o que levou os Vingadores a esse cisma? Como os heróis se dividiram em grupos com pensamentos tão contrários, principalmente se eram unidos no passado?


A trama original aborda uma catástrofe provocada por heróis jovens, os Novos Guerreiros, inconsequentes com o controle de seus poderes. Entretanto, o trailer (veja-o na íntegra no final do post) parece não seguir essa linha. Na verdade, há uma aparente associação de um incidente fatídico com o Soldado Invernal. Em função disso, o governo resolve ordenar não só a prisão de Bucky, como também criar um cadastro para os heróis. É aí que a coisa ganha ares de guerra, já que Steve Rogers - o Capitão - não aceita a injustiça com seu amigo e também repudia o cadastramento sob a alegação de que ele irá expor a vida pessoal dos mascarados. 

O Homem de Ferro é um dos que apoiam a causa. Tony Stark revelou sua identidade há tempos e ele vê essa catalogação como uma arma para evitar o anonimato de seres com poderes inimagináveis. Sob o controle governamental, Stark acredita que outras catástrofes poderão ser evitadas ou, na pior das hipóteses, seus responsáveis serão penalizados. Com base nisso, inicia-se uma caçada ao Soldado Invernal.


Diante da perseguição ao seu melhor amigo, o Capitão América entra na linha de defesa ao Soldado. Para ele, não há covardia maior que culpar um inocente para dar uma justificativa à opinião pública. Bucky não está ligado ao crime, fato que leva outros heróis (incluindo o Falcão, a Feiticeira Escarlate e o Gavião Arqueiro) a defendê-lo. Óbvio que Tony também terá sua equipe de apoio cujos primeiros componentes são o Máquina de Guerra, Pantera Negra, Visão e Viúva Negra.



As cenas que se seguem mostram vários conflitos. São combatentes em uma verdadeira arena, mas não há mostras de contenção entre eles, algo que indica ação ininterrupta no filme. Como ocorrido no segundo filme do Capitão, o uso da violência para obtenção de resultados será uma marca, fato que não impede ou minimiza a lição principal da trama: sem o diálogo, opiniões acabarão tornando-se em imposições. Cada lado da história tem sua versão e suas verdades, mas, sem o entendimento, de nada valerão as ideologias.
Enfim, creio que em termos de dinamismo, teremos uma obra como ainda não vimos na Marvel. Também acredito que a carga emocional será grande, já que amigos lutarão entre si. Seja como for, Guerra Civil promete e, como fã, acredito que cumprirá.
Aliás, o trailer estendido deverá trazer as presenças do Homem Formiga e do Homem-Aranha, ausentes neste teaser trailer.
E isso é apenas o começo...
Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo
Siga nosso twitter: Apogeu do Abismo.


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário