{lang: 'en-US'}

terça-feira, 10 de maio de 2016

Análise: A verdade é uma caverna nas Montanhas Negras, de Neil Gaiman.




Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

Com texto de Neil Gaiman e ilustrações de Eddie Campbell, este livro - na verdade é um conto ilustrado - veio para reafirmar a excelência e o trabalho de Neil como escritor.
A trama se passa na ilha de Skye, Escócia, em um tempo indeterminado. É a saga de um anão que busca uma caverna e o tesouro que nela há. Mas ela não conseguirá chegar ao seu destino sem o auxílio de alguém que lá esteve antes. Assim, ele contrata Callum MacInnes, um ex-salteador de fronteira (border reaver, em inglês), ex-ladrão e ex-assassino.
Juntos, o anão e Callum partem para uma viagem cheia de perigos, surpresas e até uma advinha. A busca é árdua, mas serve para que os dois se conheçam melhor, fato que não diminui a desconfiança de Callum quanto ao anão.
Há citações embutidas a algumas histórias. A ilha que procuram - onde ficam as montanhas - se move. O barqueiro só os leva a seu destino pelo pagamento de moedas, assim como Caronte na travessia do rio no Inferno. Pequenos detalhes, mas vitais para o engrandecimento da obra.
Algumas "habilidades" do anão são reveladas com o desenrolar do conto. Elas aumenta o desconforto de MacInnes, porém são indispensáveis à sobrevivência de ambos.
Também é revelada uma tragédia que mudou - para sempre - a vida do anão.
Por fim, o conto coloca os passados de ambos em evidência e, já na caverna, sozinhos, o anão precisa tomar as rédeas de seu destino.
Diante de uma verdade revelada fora da caverna (e confirmada dentro dela), o fim da trama mostra o quanto pode ser fria e demorada a vingança, isso sem que o doce sabor dela se perca com os anos passados.
Tal como fez em outros contos ilustrados de sua autoria, Neil nos presenteia com uma verdadeira fábula, onde as lições ficam após o fim da leitura, onde cada imagem feita por Eddie irá também permanecer em suas mentes.
É uma narrativa que precisa ser lida...
P.S.: aproveite para ler a entrevista de Neil Gaiman sobre a obra: A verdade...

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário