{lang: 'en-US'}

sábado, 23 de julho de 2016

A animação do clássico A Piada Mortal estará à altura da obra original?




Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

A imagem acima é uma das mais icônicas no mundo dos quadrinhos. O clima sombrio, o silêncio no lugar, a luz que esconde o rosto do Coringa e, óbvio, a presença do Cavaleiro das Trevas são peças indispensáveis para tornar a cena inesquecível... desde que com as ilustrações de Brian Bolland.
Não sou um purista quando o assunto é quadrinhos. Gosto de um bom roteiro, ainda que as imagens não sejam obras do porte de um da Vinci ou Michelangelo.
Agora, observem a imagem acima e comparem com a que está logo abaixo:
Trata-se da mesma cena. A primeira é da animação. A segunda é o traço de Brian Bolland. Reparem que o pânico na face do "Coringa" é notável, há verdade nas expressões. Do mesmo modo, o Batman tem a fúria estampada no rosto, nos dentes cerrados e na máscara cheia de marcas de expressão.  E o que vemos acima? Nada, principalmente quando comparamos com a cena original. 
A impressão que isso me deu foi péssima. Parece que os produtores queriam correr com a animação e, por isso, o resultado final está fraco, indigno da Piada Mortal original. 
Exagero? Bem, o que me dizem da adaptação de Loki & Thor: Irmãos de Sangue? A série seguiu à risca o material original, agrandando tanto aos fãs da graphic novel como aos que não conheciam o material. Inclusive, a série levou vários espectadores a buscar a HQ, algo que não ocorrerá com A Piada Mortal e sua animação fraca.
Comparem a cena retirada da graphic Loki com algumas das cenas da série animada. O traço de Esad Ribic foi mantido ao máximo e atendeu ao esperado pelos fãs do artista, além de atrair um novo público.

A Piada Mortal está perto de comemorar 30 anos de existência. É considerada uma das mais influentes HQ não só da DC, como também de toda a Nona Arte. A essência da trama foi mantida. Entretanto, os fracos desenhos ganharam outros pontos controversos como a presença da Batgirl (apenas mostrada em sua vida comum na graphic novel) e, para piorar, Brian Azzarello resolveu polemizar ao incluir sua própria visão do final da história. Acreditem: fãs do Batman lutam há décadas por seus pontos de vista sobre o fim da narrativa.
Queria muito ver A Piada Mortal preservada. Animar uma obra não é algo ruim, porém ver um trabalho consagrado ser desvirtuado me incomoda. 
São quase 3 décadas à espera disso e, infelizmente, não vejo uma produção à altura do roteiro de Alan Moore e da arte de Brian Bolland.
Assista ao trailer (abaixo) e diga-me se concorda com minhas palavras...


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário