{lang: 'en-US'}

domingo, 25 de setembro de 2016

Valeu limitar a velocidade na Ponte Rio-Niterói?




Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.
Dirijo há muitos anos pela ponte Rio-Niterói, um dos cartões postais do Rio de Janeiro. Nessas muitas idas e vindas já presenciei muitos acidentes, a grande maioria provocada por... excesso de velocidade. 
A Ponte permaneceu sem qualquer tipo de fiscalização (que doesse no bolso) por muitos anos. Sem nada que inibisse o instinto "Speed Racer", os motoristas promoviam verdadeiros 'rachas', não importando-se com a hora ou a quantidade de veículos. Muitas vidas foram perdidas e acidentes graves aconteceram sem que algo de concreto fosse feito para evitar. 
Então, desde junho desse ano, a Eco-Ponte, em parceria com a PRF, instalou novos radares que irão multar os infratores apressados. A medida pode até parecer exploratória, mas é a única forma de reduzir a pressão no acelerador dos motoristas mais afobados. 
Os resultados? Diminuição nítida nos acidentes, motoristas mais educados e uma viagem tranquila. O que parecia ser mais uma forma de tirar dinheiro do cidadão tornou-se, com o tempo, em uma ferramenta indispensável à manutenção da vida. Claro, pisou fundo será multado, já que essa é a premissa do sistema de limitação de velocidade na Ponte.
Não quer ser multado? Trafegue com a velocidade máxima permitida ou abaixo. Para esclarecimento, eis os pontos de radares:

Parabéns à nova administração. Alguns ainda reclamam, porém temos que ser justos: a medida é boa e reduz acidentes. Ponto positivo para quem preza pela vida. Ao menos reduziremos as cenas como a que está abaixo:

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário