{lang: 'en-US'}

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Conheçam os três mais recentes lançamentos da Cia. das Letras.





Bolívar Lamounier sempre manteve a independência intelectual. Neste novo livro, o sociólogo reflete sobre o conflito entre a democracia liberal, o marxismo e o fascismo. Comprovando sua destreza com as palavras, ele enfrenta com coragem os temas mais espinhosos do debate acadêmico brasileiro - como o silêncio das esquerdas acerca dos resultados fracassados das revoluções socialistas. Ao final, o livro traz ainda uma valiosa bibliografia comentada, que conta com títulos de nomes como Fernando Henrique Cardoso, Jean-Paul Sartre, Max Weber e Montesquieu.

Machado, Silviano Santiago
Rio de Janeiro, começo do século XX. Viúvo e solitário, Machado de Assis sofre fortes dores e crises nervosas enquanto testemunha a modernização da antiga cidade do Rio de Janeiro. Em Mário de Alencar, filho de José de Alencar, o presidente da Academia Brasileira de Letras encontrará um precioso interlocutor, que também sofre terríveis crises nervosas e o encaminhará ao dr. Miguel Couto. Qual é a relação entre as convulsões de Machado e sua genial criação? Depois de narrar passagens inauditas das vidas de Graciliano Ramos e Antonin Artaud, Silviano Santiago oferece uma perspectiva totalmente original e audaciosa dos últimos anos de vida de um dos maiores romancistas de todos os tempos. 

Temas relacionados à melancolia são uma constante no pensamento do psiquiatra, crítico literário, linguista e filósofo Jean Starobinski. Ao longo de mais de meio século, ele investigou esse traço do espírito humano com a multiplicidade de enfoques que caracteriza seu trabalho. 
Da história das doutrinas e dos tratamentos da melancolia a suas aparições na obra de artistas emblemáticos como Cervantes, Baudelaire e Kafka, Starobinski combina rigor e lirismo nesta reunião de ensaios. Analisando a melancolia à luz de diferentes períodos históricos sem deixar de identificar aquilo que lhe é inerente, Starobinski nos oferece um retrato primoroso de uma das manifestações mais complexas da história do pensamento ocidental.

Curta nossas fanpages: Apogeu do Abismo 
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário