{lang: 'en-US'}

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Cinema nacional perde um de seus grandes nomes: Eduardo Coutinho.




Um crime bárbaro encerrou a vida do cineasta Eduardo Coutinho. Eduardo, de 81 anos, foi assassinado a golpes de faca neste domingo, 02 de fevereiro, em sua casa na Zona Sul do Rio de Janeiro. 
Mas isso não é a única notícia trágica. As suspeitas recaíram sobre o filho do cineasta, Daniel Coutinho, acusado de também esfaquear a própria mãe. 
A esposa de Eduardo está em estado gravíssimo. Daniel, por sua vez, está ferido em uma escala menor. Há indícios de que Daniel seja esquizofrênico. 
Eduardo Coutinho foi um consagrado autor de documentários, tendo entre seus trabalhos mais importantes 'Edifício Master', 'Cabra Marcado para Morrer' entre outros. 
Como disse um bom amigo, hoje não foi um dia bom para o cinema no mundo. 
Descanse em paz, Eduardo. E que a justiça possa esclarecer esse lamentável episódio.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário